Você acessou o Blog de Frederico Menezes. Desejamos que seja ele de utilidade aos que lutam para construir um mundo melhor para todos.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

QUANDO MINHA MÃE VOLTOU

Era o lançamento do meu primeiro livro - Páginas da Eternidade. O Nucleo Espirita Ismael Gomes Braga estava lotado. Creio que era o ano de 89,não recordo bem. Havia uma doce expectativa de todos os amigos para conhecer o singelo volume que havíamos recebido dos benfeitores espirituais.\

Faltando dez minutos para ter início a solenidade, eis que tenho a mais impactante visão da minha vida depois da que tivera no dia do desencarne de minha mãe. Eis que diante dos meus olhos atônitos, surgem as figuras adoradas de minha mãe e do meu pai, desencarnado em 88. As lágrimas brotaram e a junção daquela cena com a felicidade da publicação causou - me uma profunda comoção. Quase não consegui realizar a palestra. Fiz um grande esforço para controlar - me.O sorriso que ambos traziam na face era um banho de luz e pareciam querer expressar o contentamento que lhes ia na alma pela produção mediúnica publicada.

Narro esses fatos para que os queridos leitores aumentem sua convicção que os nossos entes amados domiciliados na outra dimensão participam, ainda, de nossas vidas. E eles ficam felizes com nossas realizações boas e se entristecem com nosso desânimo e deslizes. Eles nos acompanham, embora, quase sempre, não os vemos. São as nuvens de testemunha que nos observam, torcendo pelas nossas conquistas espirituais.Cada acerto nosso é uma festa para suas almas.

Minha mãe retornou do infinito, ao lado de seu companheiro, meu querido pai, para assistir ao lançamento da obra dos espiritos. Nossos entes queridos sempre que podem, retornam, para reafirmar- nos seus amor e para atestar que o afeto vence a própria morte.

4 comentários:

  1. Interessante que faz exatamente dois anos do desencarne da minha mãe de criação (vó)e depois disso, hoje eu me vejo mais capaz de enfrentar problemas que antes eu não tinha a menor paciência...e vez por outra eu a sinto pertinho de mim, me dando aquela força, e tudo começa a ficar mais leve. Emocionante texto, querido amigo.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Encantadora sua forma de compartilhar essa emoção Fred. Os amigos e familiares queridos que 'se foram' e estão realmente interessados em nosso aprimoramento por certo que nos acompanham com afeto e dedicação os passos. Sinto a presença amorosa de um amigo adorado, a quem não pude conhecer nessa encarnação (Fred também), mas que torce por mim e na sua humilde condição, tudo faz para que eu também acerte... Certa feita me disse (pela de psicografia de uma tia que é médium, trabalhadora de um Centro Espírita) que eu estava àquela época' atravessando uma prova de fogo', mas que confiasse no Alto... É bem verdade que essa prova tem sido difícil e longa, mas é um alento saber que nunca estamos desamparados, que nunca estamos sozinhos.

    ResponderExcluir
  4. Sinto constantemente a presença de amigos e familiares queridos!!!é como se eu ouvisse pelos ouvidos do coração eles me dizerem: vá em frente, vc consegue, estamos aqui...Isso é maravilhoso e mesmo sem merecer Deus sempre nos enche de bênçãos e consolações...♥

    ResponderExcluir